07/03/2011

Nestes artigos (de duas partes) você aprenderá a criar uma rede doméstica ou ainda uma rede micro-empresarial (embora o embasamento seja para qualquer tamanho de rede) para usar uma única impressora em vários computadores ou usar um arquivo de qualquer um dos terminais da rede. Vamos aprender o passo a passo - desde a montagem dos cabos até a configuração dos micros.



Uma rede – seja ela doméstica e principalmente empresarial – é muito útil para centralizarmos as ações e até mesmo reduzir os custos, já que você não precisa adquirir uma impressora para cada computador. O compartilhamento permite que qualquer pessoa visualize qualquer arquivo seu de qualquer computador. Ou imprimir de qualquer computador a uma impressora. Você pode criar uma rede com pouco investimento em componentes novos, e o retorno para você é praticamente garantido. E também a flexibilidade é enorme, afinal a partir de qualquer computador da rede você pode acessar seus arquivos compartilhados, editá-los e tudo mais. Até mesmo unidades de CD e pendrives podem ser acessados a partir de outro computador se eles estiverem compartilhados.
Esquema de nossa nova rede.
Existem várias topologias de rede a serem usadas. A mais simples e funcional delas, que é a que vamos utilizar, é a topologia estrela.

 
  (Diagrama de uma topologia tipo estrela. O equipamento divisor ocupa a posição do meio, o modem ocupará a posição de um dos computadores. Imagem cedida por Wikipedia)

Do que eu preciso? Você vai precisar de:
  • Um modem (necessário apenas se todos precisarão de acesso a internet).
  • Um equipamento divisor de sinal, que pode ser um hub, switch ou roteador. Esses equipamentos são os responsáveis por receber os dados de um computador ou modem e transmití-los aos demais computadores de sua rede.
  • Cabos de rede suficientes para conectar cada terminal ao equipamento divisor (e conectores RJ-45 suficientes para crimpagem dos cabos, devem ser dois conectores para cada cabo.)
  • Alicate para crimpagem.
  • Uma impressora local (USB ou LPT1, apenas se você for usá-la em rede.)
  • Que todos os computadores tenham uma placa de rede ou porta de rede.

Com tudo em mãos, vamos a primeira etapa.
Crimpando os cabos de rede.
Como mencionado na primeira parte, você irá precisar de cabos de rede, conectores RJ-45 e alicate de crimpagem. O cabo de rede é aquele cabo azul, que atualmente você deve usar para ligar seu modem ao seu computador até a placa de rede. Você precisará criar vários cabos de rede, já que cada um desses cabos irá fazer a ligação entre o equipamento divisor e um dos computadores. Por exemplo, se você possui dois computadores, precisará de dois cabos de rede, cada um ligando um computador a uma porta do equipamento divisor. E precisará de dois conectores RJ-45 para cada cabo. Esses materiais você acha fácil em lojas de informática, telefonia ou depósito de material de construção ou oficina eletrônica. O alicate de crimpagem é facilmente encontrado em lojas de informática ou materiais de construção e custa aproximadamente R$ 50.
Com os equipamentos e materiais em mãos, é hora de crimpar os cabos.
Para fazer um cabo que ligará a placa de rede do computador ao equipamento divisor, utilizaremos o esquema de cabemento patch cable. O cabo crossover somente será usado para ligação micro <-> micro ou equipamento divisor <-> equipamento divisor (cascata).
Eis o esquema de configurãção do patch cable (padrão CAT-5):
 
(Esquema patch cable padrão EIA / TIA 568A. No caso de não haver fios com rajado branco, conforme o da ilustração, os fios serão sempre mais claros do da cor predominante. Por exemplo, no caso do branco e laranja, o fio poderá ser rajado ou laranja-claro. Imagem cedida por BDH Technology)

Com os esquemas em mãos, crimpe seu cabo de rede. Ordene os fios, faça os cortes e desemcapeamentos necessários, insira-o no alicate de cripagem e aperte com força. Verifique se os fios ficaram bem presos. Faça isso com todas as pontas necessárias. Lembre-se de testar todos os cabos antes. Uma boa maneira de testar os cabos é conectando um modem a um computador diretamente. Se o sinal da Internet funcionar corretamente, é sinal que o seu cabo foi bem feito. Lembre-se de que os conectores RJ-45 são descartáveis, então sempre é bom adquirir alguns a mais, caso haja algum problema você pode cortar parte do cabo e tentar novamente.
Cabos prontos? Hora de fazer as ligações.
O equipamento divisor sempre tem uma das portas que será a porta de entrada de dados, a porta principal (consulte o manual do aparelho para saber qual é essa porta). Se você também vai compartilhar o acesso a internet entre todos os seus computadores, então você precisa ligar o cabo do modem nessa porta. Nas outras portas você ligará os computadores que farão parte da sua rede. A ordem dos cabos a partir disso fica ao seu critério, as portas que sobraram podem ficar vazias. Confira: Uma das portas do equipamento divisor deve ser ocupada pelo modem e cada uma das outras portas deve ser ocupada por um computador participante da rede, pelo seu respectivo cabo de rede.
Depois de feitas as ligações, vamos analisar as máquinas em rede. Uma das máquinas (geralmente a mais potente) deverá ser o servidor. O servidor será responsável por gravar, salvar e armazenar os arquivos e dados que serão acessados por outros computadores. Os outros computadores, que poderão ler e gravar arquivos e dados no servidor, serão os terminais. Funcionará mais ou menos da seguinte maneira: seria como se os terminais “entrassem” no servidor e pudessem fazer as alterações nos arquivos e dados. Os dados alterados pelos terminais não serão salvos nos terminais, mas somente no servidor. Parece complicado, mas é simples: Os dados na verdade ficarão gravados em apenas um computador (servidor) mas poderão ser acessados e alterados de qualquer micro da rede (terminais). Escolha um dos seus computadores (recomendo que seja o que tenha configurações melhores ou o que possua a impressora) para ser o servidor, e os outros serão os terminais. Escreva seu “plano de rede” para você saber qual computador é qual, pois durante a configuração do sistema operacional para reconhecer sua nova rede, essas informações serão muito úteis.
Após todos os procedimentos de instalação física (a parte mais trabalhosa já foi!), passaremos para a configuração dos computadores, que será descrita no próximo artigo. Fique de olho!

Artigos relacionados
Você está preparado para a internet em 3D?
Padronizando seus programas prediletos no Windows

{ 9 comentários.... read them below or Comment }

  1. Parabéns pelo blog! Estou seguindo!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Divulguem seus links aquitambem!
    http://nexusid.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Bom site descobri agora mesmo, já coloquei como favoritos.

    ResponderExcluir
  4. Tá errado a seqüencia!

    É

    Branco do verde verde.
    Branco do laranja azul
    azul branco do laranja
    Branco do marrom marrom

    ResponderExcluir
  5. Dougie,

    Existem dois padrões de ligação para cabos de rede, o EIA / TIA 568A e o EIA / TIA 568B. Depende de qual você vai escolher. Eu sempre usei o EIA / TIA 568A, mas o EIA / TIA 568B tambem deve funcionar, lembrando que as duas pontas precisam ser iguais.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Acho que voce poderia ser se aprofundado mais um pouco no assunto...

    ResponderExcluir
  7. gutoow,

    O que você acha que precisa ser melhorado?

    Abraço.

    ResponderExcluir
  8. Você tem ideia de quando virá a continuação desse artigo?

    ResponderExcluir
  9. Anônimo, peço desculpas, estou fazendo alguns ajustes no layout do site, por isso a demora, mas o artigo estará saindo dentro de pouco tempo.

    ResponderExcluir

- Copyright © Segredos da Informática - Skyblue - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -